Referências

Seguem referências de livros importantes sobre a origem e desenvolvimento dos baralhos, seguindo a ordem alfabética dos autores:

  • BRANDÃO, Ignácio de Loyola. COPAG 100 anos no Brasil. Sempre dando as cartas. COPAG 100 years in Brazil. Always dealing the cards. São Paulo, DBA, 2008. 165 p.

  • DECKER, Ronald; DEPAULIS, Thierry & DUMMETT, Michael. A Wicked Pack of Cards; The Origins of the Occult Tarot. Londres, Gerald Duckworth & Co. Ltd, 1996. 308 p.

  • DEPAULIS, Thierry. Tarot, jeu et magie. Paris, Bibliothèque Nationale, 1984. 152 p.

  • DUMMETT, Michael. The Game of Tarot: from Ferrara to Salt Lake City. London, Duckworth, 1980. 600 p.

  • DUMMETT, Michael & McLEOD, JOHN. A History of Games Played with the Tarot Pack: The Game of Triumphs. Lewiston, The Edwin Mellen Press, 2004. 2 vol.

  • DUMMETT, Michael & DECKER, Ronald. A History of the Occult Tarot: 1870 – 1970. London, Duckworth, 2002. 379 p.

  • FARIAS, Priscila. Os baralhos da COPAG entre 1920 e 1960. in Cardoso, Rafael (org). O design brasileiro antes do design: aspectos da história gráfica, 1870-1960. São Paulo, Cosac Naify, 2005. p.260 a 295.

  • FRAZÃO, Fernanda. História das Cartas de Jogar em Portugal e da Real Fábrica de Cartas de Lisboa. Do Séc. XV até à Actualidade. Lisboa, Apenas Livros, 2010. 287 p.

  • HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: O jogo como elemento da cultura. São Paulo, Editora Perspectiva, 2005 (5ª edição, 2ª reimpressão). 243 p.

  • LODGE, Ken. The Standard English Pattern. Second Edition. Norwich, editado pelo autor, 2010. 353 p.

  • MACKENZIE, Colin & FINKEL, Irving (editores) Asian Games: The Art of Contest. S.l., Asia Society, s.d. (2004?) 325 p.

  • MAYER, L. A. Mamluk Playing Cards. Leiden, E. J. Brill, 1971. 10 p. + 62 plates.

  • MURRAY, H. J. R. A History of Board-Games other than Chess. Oxford, Oxford University Press, 1951. 267 p.

  • NETCHINE, Ève (org.). Jeux de Princes, Jeux de Vilains. Seuil (?), Bibliothèque nationale de France, 2009, 160 p.

  • PAGLIARI, José Luiz Giorgi. Playing-cards in Brazil – An Introduction. in The Playing Card. International - Playing Card Society, Volume 30, Nº 6: p. 247 a 260, May- June 2002.

  • PARLETT, David. The Oxford Guide to Card Games. Oxford, Oxford University Press, 1990. 361 p.

Associações e entidades relacionadas com o estudo e coleção de baralhos

  • International Playing Card Society – IPCS: uma das mais eruditas associações, reunindo estudiosos e colecionadores de baralhos de todo o mundo. Edita a publicação “The Playing Card” (quatro edições por ano) com estudos importantes sobre a história do baralho e dos jogos com ele praticados. Tem sede na Inglaterra e membros em todo o mundo. Veja o site www.i-p-c-s.org para maiores informações e saber como se tornar um membro.

  • 52 Plus Joker: Associação americana de colecionadores de baralhos. Edita “Clear the Decks” (quatro edições anuais) com informações gerais sobre baralhos, especialmente sobre baralhos americanos.

voltar ao topo