Copag adere à logística Reversa e contribui para preservação do meio ambiente

6 de junho de 2019

A Copag aderiu ao Acordo Setorial de Logística Reversa de Embalagens da ABRINQ e passou a reverter 22% do peso das embalagens comercializadas no Estado de SP.

Há alguns anos atrás era quase impossível uma empresa no Brasil preocupar-se com as embalagens que seus clientes jogam no lixo. Esse cenário começou a mudar com a Política Nacional de Resíduos Sólidos que derivou em diversas outras políticas públicas a nível estadual e municipal.

O objetivo principal destas iniciativas é solucionar de uma vez por todas, o problema de resíduos sólidos e dos lixões clandestinos, até mesmo para evitar que previsões tais como “ter mais plástico nos oceanos que peixes até 2050” não venham a se confirmar, por causa do excesso de consumo e de resíduos dispostos de forma irregular.

Para isso, toda a cadeia de consumo (fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes) devem assumir a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos.

O desafio não é pequeno, visto que hoje os índices de reciclagem no Brasil são baixíssimos, menores de 3%, e a cada 24 horas produzimos quase 240 mil toneladas de lixo (Fonte: Eureciclo).

Dentro deste contexto, o processo de logística reversa, tem se tornado um aliado valioso, pois possibilita a reintrodução de um material no ciclo produtivo sem que seja necessário a extração de nova matéria-prima e ainda reduzindo o volume de resíduos dispostos em aterros sanitários.

Além da indiscutível importância ambiental, outro efeito muito positivo da logística reversa é valorizar o trabalho e aumentar a renda dos catadores e cooperados, já que são eles os responsáveis por quase 90% do lixo reciclado no Brasil.  Muitas empresas entenderam bem o seu papel socioambiental nesta história e tem abraçado a causa, seja com a modificação em sua linha de produtos, facilitando que seus consumidores devolvam os produtos que não serão mais utilizadas ou ainda através de certificados de compensação, onde cooperativas são contratadas para reciclar o volume correspondente ao volume vendido independentemente da quantidade devolvida pelo clientes, método este atualmente escolhido pela COPAG. =D

Receba as últimas novidades da Copag por e-mail!

voltar ao topo